quarta-feira, 19 de março de 2014

QUEM NÃO DÁ O DÍZIMO DEVERIA SER PRESO?



Rev. Caio, paz e alegria sobre você e família! Reverendo, quero externar toda a minha alegria por tudo de bom e bem que sua vida representa para esse país. Na verdade o que tenho discernido de quatro anos para cá é que o senhor é um profeta e todas as denúncias feitas pelo senhor já começam a acontecer. Tenho visto na minha Igreja e na vida dos lideres aqui. A loucura já começa a se externar e visibilizar de uma maneira gritante.

A última foi a interpretação de Malaquias 3, o velho texto tão estuprado sobre o dízimo. O pastor aqui disse que aquele que não dizima é ladrão e devia estar preso mas, como isso é impossível a prisão dele é espiritual. O medo já tomou conta da igreja e o povo vive a neurose deixada por esses discípulos do si mesmos. Reverendo só escrevi porque queria que as pessoas fossem sinceras e não colaborassem mais com essa bandalheira religiosa.

O que eu queria saber é se esse texto tem promessa de morte e destruição e se quando ele foi escrito qual era a intenção de Deus ao faze-lo? Reverendo desculpe mas, reconheço minhas limitações e não pude responder a irmãos que recorreram a mim como essa necessidade. Que Deus o abençoe e continue a guarda-lo no amor de Deus.

Hamilton

Resposta: Meu amado amigo: Graça e Paz!

Inicialmente quero dizer que preso deveria ser todo aquele que usa o nome de Deus para "extorquir crentes-crédulos". O texto de Malaquias 3, sobre os dízimos, é o favorito da “igreja” nas questões de contribuições financeiras. O que não percebemos é que o N.T. não se utiliza dele como Lei da Graça quando se trata de dinheiro. O texto de Malaquias fala do Templo-Estado. Tem seu próprio contexto histórico, do qual não se pode fugir a fim de entende-lo; além disso, não se pode ser ‘seletivo’ em relação a que parte de Malaquias gostamos mais... Os crentes parecem só gostar dos ‘dízimos’ em Malaquias. A palavra de Malaquias se dirige a Israel em relação ao Templo-Estado, e sua necessidade de ser mantido após o cativeiro em Babilônia. A Igreja, todavia, não é assim! 
Ao escolhermos, seletivamente, Malaquias como o Santo das Contribuições, sem o sabermos, estamos dizendo quatro coisas:

1) Nosso desejo de que a Igreja esteja para a sociedade assim como o Templo-Estado estava para a população de Israel.
2) Nossa seletividade arbitrária quanto a determinar o que na Lei nos é conveniente.
3) Nossa incapacidade de ver que Malaquias 3 tem sua atualização na Graça em II Co 8 e 9.
4) Nossa ênfase na idéia de que aquele que não contribui é ladrão, põe aqueles que “cobram” no papel de sacerdotes-fiscais dos negócios de Deus na Terra.

Em Atos 5: 1-11, diz-se que dá quem deseja! Dar sem desejar ou dar mentindo gera morte, não vida! Ananias e Safira foram disciplinados pela Liberdade que nasce da verdade e não a fim de gerar medo legalista na Igreja. Eles morreram por terem traído a Graça de dar ou não dar, ser ou não! Eram livres para não dar, não para mentir ao Espírito Santo!  

Dar não os tornaria maiores! Não dar não os tornaria menores! Mentir a Deus os destruiria! Deus ama a quem dá com alegria! O que passar disso é "negócio" feito em nome de Deus e que se alimenta da culpa que se põe sobre os ombros ignorantes de quem não sabe que em Cristo tudo já está Consumado! Portanto, não há barganhas a fazer! 

Não creio que Deus deseje que ninguém contribua com qualquer que seja a causa sem amor. Por medo, nada adiantará. Dez por cento é uma boa medida de contribuição quando de trata de dar para algo que promove o nome de Jesus e ajuda outros a encontra-Lo. Mas tem que ser de coração conforme II Coríntios 8 e 9 (Leia). Por outro lado, essa questão deveria suscitar no coração dos pastores a questão: Por que eu vivo do Evangelho? Teria eu outra alternativa?

Muitos hoje em dia pregam o “evangelho” apenas por causa dos dízimos. A razão de ser do ministério de muitos é ver a igreja crescer para ver o dízimo aumentar... e o bolso ficar recheado. Quem tem essa motivação é que faz o tipo de exortação que você ouviu acerca do dízimo!  Assim, deixando o dízimo de lado, volto à questão: Por que eu vivo do Evangelho?

Prego o Evangelho porque eu não tenho outra alternativa na vida além de pregar o Evangelho. E sobre mim não pesa esta obrigação, embora eu experimente uma incontrolável obrigação desobrigada de pregar simplesmente porque tudo o que possa dizer respeito ao Evangelho, pelo o bem e pelo mal, é sempre algo que afeta até as regiões atômicas e quânticas das partículas sub-atômicas que compõe as moléculas que se somam para realizar meu corpo.

Prego o Evangelho porque Jesus pregou o Evangelho em mim! Assim, o Evangelho se me tornou mais que visceral. Por isto não sinto nenhuma obrigação de pregar o Evangelho, mas a compulsão essencial de anuncia-lo como Boa Nova de reconciliação dos homens com Deus, visto que Deus com eles já está reconciliado, em Cristo; os homens é que na sua maioria ainda não sabem disso.

Os que comigo convivem e conviveram sabem que dinheiro é mercadoria contingencial para mim. Quando comecei a pregar, aos 18 para 19 anos de idade, nada me era mais constrangedor do que quando me ofereciam uma oferta após eu ter pregado. Lembro muito bem do Paulo Brito, e sua mãe, dona Zenilda, me exortando em público, na Maranata, ainda na ABI, acerca de minha relutância quanto a aceitar a oferta que a igreja queria me dar (1975). Para mim era um total constrangimento. Eu queria pregar de graça. Mas eles me venceram; e bem fizeram em me constranger.

Quando fui ordenado presbítero da Igreja Presbiteriana de Manaus (1974), e logo depois designado evangelista do Presbitério, e passei a ganhar um salário da igreja onde servia juntamente com meu pai, sentia grande constrangimento quando iam lá em casa entregar o nosso salário. Muitas vezes eu nem queria pegar o dinheiro. E não foram poucas as vezes que deixava o dinheiro com meu pai para que ele fizesse o que fosse melhor. Foi graças a isso que ele construiu minha primeira casa.

Depois de ser pastor local por 11 anos, não me acostumava à situação do salário. E quando deixei o pastorado local, em 1984, a fim de me dedicar exclusivamente às atividades da Vinde, missão que eu havia criado em 1978, em Manaus, continuei a receber uma ajuda pastoral da Igreja Presbiteriana Betânia, em Niterói, onde eu havia por último pastoreado, sucedendo o querido Rev. Antonio Elias. No entanto, eu nada recebia da Vinde—e nunca recebi—, e nem tampouco ficava satisfeito em receber salário da igreja.

Alguns amigos se reuniram—alguns sozinhos e outros representando suas igrejas—e decidiram que me ajudariam. E assim fizeram por algum tempo. Logo, no entanto, meus livros vendiam o suficiente para eu me manter, e, não muito tempo depois, passei a doar a maior parte dos meus direitos autorais para a Vinde.

Houve um tempo em que todos os subprodutos das coisas que eu produzia—mensagens que viravam fitas, livros, vídeos; e livros que eu escrevia—, geravam uma grande soma de recursos financeiros. Tudo ficava para a Vinde. E isto porque os meus livros que as outras editoras publicavam e vendiam geravam o suficiente para que eu me mantivesse, de modo que a editora da Vinde praticamente quase nunca me deu dinheiro algum de meus direitos autorais.

Isto sem falar nas somas extraordinárias de recursos que pessoas ricas ou gratas me ofertavam pelo país afora, as quais—digo: as ofertas—, invariavelmente iam direto de mim para a Vinde; e, depois, para todas as demais coisas que fui criando pelo caminho.

Nunca carreguei no coração qualquer tipo de cuidado com relação ao meu futuro. E disto tenho o testemunho de todos os que conviveram e convivem comigo. Sempre cri que seria seguido pela bondade e pela misericórdia.

Em 1998, entretanto, quando vi que minha decisão de divórcio iria destruir muita coisa linda, e prejudicar milhares de pessoas que eu deseja ver bem, corri como pude a fim de tentar ver se conseguia recursos para conseguir passar aquele Dia Mal, sem prejudicar aqueles que comigo estavam: familiares, amigos, funcionários, e os milhares ajudados diretamente dentro da Fábrica de Esperança.

A única vez que eu corri atrás de dinheiro, o dinheiro se virou com ódio contra mim. Encontrei uma potestade espiritual. Dei de frente com o poder do dinheiro. Vi o que ele faz nas almas humanas. E me senti, pela primeira vez em toda a minha existência, com medo de não ter dinheiro para ser provedor, conforme eu gostava de ser.

Eu não gostava de receber para pregar, mas amava ter dinheiro suficiente para ser provedor de muitos. Descobri que a humildade de espírito que pregava por puro prazer celestial, por não dar a mínima para dinheiro, acabou por se viciar na sutil vaidade da generosidade humana e cristã. E, me ver sem essa capacidade de provedor, me deixou pela primeira vez inseguro.

Acabou que eu fiquei sem nada. E tive a misericórdia de ser socorrido com o suficiente para me manter, e também manter aqueles dos quais cuido como pai, ex-esposo, marido, amigo e irmão.

Hoje me sinto mais tranqüilo do que nunca nessa área. Não tenho nada para amanhã. Foi assim toda a minha vida. E a cada manhã nada jamais faltou.

No entanto, eu quero ter minha liberdade como homem. E meu desejo é um dia poder pregar sem receber nada depois. Mas, para que isto aconteça, eu desejo, com o prazer de meu trabalho, e com a realidade do tempo e da vida que tem seu custo na terra, entre os homens, poder ter meios de subsistência que me permitam ter sempre grande liberdade.

Este site tem sido meu prazer no último ano e meio. Tanta coisa já aconteceu aqui. A quantidade de material que há escrita nesta site é bem maior do que todo o volume dos 117 livros que eu publiquei até hoje. E isto tudo foi escrito em apenas um ano e meio. Isto sem falar nas centenas de cartas e atendimentos feitos como decorrência do site.

Aqui eu descobri uma imensa liberdade. Liberdade de movimentos—pois posso atualizar o site de qualquer lugar—, liberdade de pensamento confessado, e liberdade sólida, posto que o que aqui se diz, aqui fica; e se torna um documento de existência.

Assim, se Deus permitir, espero poder unir o maravilhoso ao sublime, e poder atender a muitos que precisam de atendimento, aqui, on line, e também poder ter meios de subsistência, posto que desejo ter liberdade sempre, a fim de não fazer nada por qualquer forma de constrangimento.

No entanto, quero que todos saibam que me sinto constrangido, pois, Deu sabe, se meios eu tivesse de atender a todos, e o tempo todo, sem ter que me preocupar com responsabilidades familiares e de todas as demais ordens básicas, eu já estaria pago pelo simples privilégio de ter no meu trabalho, meu maior gozo; e de ter na pregação, minha maior realização como homem na Terra.

Eu, todavia, vejo nisto um tratamento de Deus, me pondo sob dependência, não de um homem, mas de Deus; e não de um alguém, mas de muitos, que por causa do bem que recebem, ajudam a tornar viável aquilo que lhes faz bem.

Quero aprender a ser sustentado apenas pela gratidão!

Paradoxalmente, meu maior espinho na carne é não ter meios próprios para viver do, para, no, e como no Evangelho, sem receber nada de lugar nenhum. O Senhor, no entanto, me colocou sob essa dependência. Ele sabe porque fez isto comigo até hoje. Eu peço a Ele que dessa fraqueza surja grande poder.
 
O Evangelho de Jesus é minha alegria!


Caio
FONTE: http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=01720

segunda-feira, 17 de março de 2014

DOUTRINA DE DEUS OU DE DEMONIOS?


CORTADOR, MIGRADOR, DEVORADOR E DESTRUIDOR

"MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;" (I Timóteo 4 : 1)

Nunca a igreja de Cristo foi tão assolada por ensinos controversos, heréticos e nocivos quanto a sua missão de libertar vidas e preparar-se para o dia do encontro com seu esposo nas nuvens, como nos dias atuais. Não há dúvidas que a igreja vive os últimos dias que antecedem a volta do Filho de Deus para arrebatá-la. Sabendo disso, nosso inimigo não poupa esforços para desvirtuar alguns do caminho. Paulo ensina aos Tessalonicenses que a apostasia seria um grande sinal da vinda do Senhor e da presença do anticristo, que reinará por um período de tempo neste mundo, após Cristo levar sua igreja (2Tessalonicensses 2:3). Tal apostasia está claramente evidenciada, mas muitos ainda não se deram conta que a estão vivenciando em seu meio. É a dracma perdida dentro da própria casa (Lucas 15:9). Apostasia esta que se caracteriza por substituir a verdade pela mentira, supervalorizando os costumes e as tradições em detrimento da sã doutrina.

Em outro artigo intitulado “Pregar a Palavra com verdade é nossa responsabilidade”, enfatizei a respeito do cuidado que nós pregadores precisamos ter ao expor as Escrituras analisando o texto e contexto para não corrermos o risco de ensinarmos aquilo que não é a verdade ou irmos além do que está escrito (1Corintios 4:6).

Neste artigo, quero tratar de um assunto que é muito ensinado nas igrejas, onde a imaginação humana tem tomado o lugar da hermenêutica no que diz respeito a interpretação de alguns textos. É o caso dos gafanhotos que está registrado em Joel 1:4, que diz: “O que ficou da lagarta, o gafanhoto o comeu, e o que ficou do gafanhoto, a locusta  o comeu, e o que ficou da locusta , o pulgão o comeu". Em algumas traduções os termos lagarta, gafanhoto, locusta e pulgão são substituídos por: cortador, migrador, devorador e destruidor. Estes insetos, na interpretação de alguns teólogos da prosperidade passam por uma espécie de metamorfose diabólica, onde os mesmos acabam por se transformam em terríveis demônios e que só existe um meio de combatê-los, como veremos a seguir. 

É comum ouvirmos nas igrejas orações no momento de recolherem as contribuições da seguinte forma: “...Senhor repreenda o cortador, o migrador, o devorador e o destruidor das vidas dê seus filhos que vão ofertar e dizimar para tua obra, amém!”. Seria cômico se não fosse trágico, pois a ideia que se tem hoje em muitas igrejas é que não existem seres mais poderosos e terríveis do que estes quatro tipos de gafanhotos. São mais terríveis até mesmo do que os quatro cavaleiros do Apocalipse.

Estes quatro gafanhotos quando transformados em demônios, recebem tanto poder (dos homens) para agirem na vida do cristão infiel nas suas contribuições, que nem mesmo Deus, ou o Nome de Jesus tem poder para deter as suas ações. E, infelizmente não são poucos os que acreditam nessa história, de forma que estes são coagidos a  contribuír em suas igrejas, às vezes doando até tudo o que possuem por medo destes “demônios”, em lugar do temor que se deve ao Senhor.

O Espírito Santo fala-nos por intermédio de Paulo em 1Timóteo 4:1: "Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios.". É triste vermos que a maioria dos cristãos por não terem uma percepção exata das coisas divinas, acabam por abraçar doutrinas de demônios em seus círculos, sem usarem a razão, questionando se o que fazem está de acordo com a vontade de Deus ou não. Mas, isso se dá em consequência da falta de um ensinamento sadio, que possa gerar no crente uma fé genuína a ponto de estruturá-lo e fortalecê-lo para uma vida vitoriosa e que possa verdadeiramente agradar a Deus, porque sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11.5).

Contribuindo para o estabelecimento dessas heresias nas igrejas, vemos o descaso de muitos crentes em relação ao estudo da Palavra, o que os torna fracos e suscetíveis a qualquer vento de doutrina, principalmente quando tais ensinos procedem de pessoas com formação teológica (Efésios 4:14). Mas o Espírito Santo já nos advertia que viria o tempo em que muitos não suportariam a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoariam para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; os quais desviando os ouvidos da verdade voltar-se-iam às fábulas (1Timóteo 4:3,4).

Sã doutrina, quer dizer uma doutrina sadia que não é fundamentada em tradições humanas e muito menos em fábulas engenhosamente inventadas (2Pedro 1:16). É o ensino coerente e santo contido nas Escrituras sem contradições As fábulas, segundo sabemos são estórias ou uma aglomeração de composições literárias em que os personagens são objetos, homens e animais que apresentam características humanas, tais como a fala, os costumes, etc. A estas, se dá tanta ênfase que os incautos passam a acreditar que seja uma verdade divinamente inspirada e que chegam a considerarem como uma doutrina sagrada e que a mesma não pode ser contestada.

Acreditando nisso, muitos chegam ao ridículo de ensinarem tais aberrações em suas congregações, a ponto de classificarem de hereges os que discordam, não tendo eles a visão que estão vivendo uma grande heresia e que poderão pagar um alto preço por também ensinarem aos outros. O Espírito Santo também nos diz que "o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus."  (2Coríntios 4:4).



E, essa falta de entendimento tem levado uma grande maioria de crentes a aceitar determinados modismos e desvios doutrinários, como sendo santos e inspirados. Como exemplo, temos essa história dos quatro terríveis gafanhotos de Joel 1:4. É uma heresia que traz um ensino demoníaco  sagaz e blasfemo em relação à pessoa de Deus e de Cristo, quando se crê e se defende que estes gafanhotos são demônios que não poupam o crente, quando por algum motivo, este não contribui com seu dizimo a sua organização religiosa e também que não existe oração, jejum e nem mesmo o Nome de Jesus seja capaz de repreender tais demônios. Tal heresia é declaradamente uma doutrina de demônios dentro das igrejas cristãs, pois acreditando-se nestas fábulas, ridicularizam a pessoa de Jesus a quem deveriam honrar, pondo-o como impotente diante do deus "mamom", que segundo a crença, só quem tem o poder de expulsar esses demônios da vida do infeliz é o ato de dizimar e ofertar, que no caso seria dar dinheiro para aplacar a ira desses “demônios cruéis”.

Como um abismo chama outro abismo, essa heresia também ensina que Deus poderia ter um exército de demônios a seu serviço para agir destruindo sem misericórdia a vida do infiel, pois Joel 2:25 diz que estes gafanhotos é um grande exército do Senhor que Ele enviou contra o povo de Israel com o fim de prová-los, quanto sua infidelidade. Levando este texto ao pé da letra, de acordo com que ensinam distorcidamente, o povo é levado a cre que Deus teria demônios a seu serviço infiltrado nas fileiras de santos anjos, o que seria uma contradição.

O perigo de se fazer tais interpretações é que tais ensinos levam o crente a apostatar da fé, justamente pelo motivo que o mesmo passa a rejeitar a soberania de Deus, não levando em conta o amor, a justiça e a misericórdia de Deus. Partindo desse ponto, tais crentes começam a exumar leis e preceitos que por Cristo foram abolidos na cruz, negando que o sacrifício de Cristo tenha sido suficiente para salvá-los. Dessa forma, passam a ensinar um “outro evangelho” onde o amor e a graça de Deus não são suficientes (2Cor 11:4; Gl 1;6-9). E, inconscientemente, começam a atrair maldições, visto que procuram complementar a obra de Cristo com seus próprios esforços e que não são mais que obras da carne, quais são preceitos humanos e/ou tradições meramente humanas (Gl 3:10).



A igreja de Cristo precisa lutar contra essa ameaça e nunca esquecer que pela falta de fé, uma geração pereceu no deserto (Hb 3:17). Quando o Senhor voltar para buscá-la, espera encontrar fé na terra e por isso, é nosso dever batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos, rejeitando esses modismos, ainda que com prejuízos (Jd 3).



Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?"  (Lucas 18:8).




Em Cristo,




Santa Bárbara do Pará.
FONTE:http://crentefeliz.blogspot.com.br/2012/10/apostasia-na-igreja-um-inimigo-invisivel.html 

segunda-feira, 10 de março de 2014

UM MORTO BIOLOGICAMENTE VIVO

Pastor Neil Barreto, da Igreja Batista Betânia, situada próximo ao local onde ocorreu a chacina de Realengo, comentou sobre a tragédia ao The Christian Post. “Nós vivemos certamente o início dos tempos dos fins ... o que nós vimos hoje foi um ser humano em guerra consigo mesmo ... sem sentido para viver.” 

Para Barreto, o atirador já era um “morto” e “só estava vivo biologicamente. Ele iria concretizar o que de fato já era - se encontrar com a morte - Porque ele era um morto.” Segundo o pastor, a informação da irmã de que o atirador era fundamentalista islâmico “não confere,” dizendo que ele era um garoto do bairro que na verdade não encontrou amigos, não tinha relacionamento social, na verdade um garoto que nunca se encontrou consigo.”  

Barreto afirma que isso trata de uma ação demoníaca, enquanto enfatiza que as crianças são a esperança para o futuro. “Essa é uma ação demoníaca que quer roubar de nós a esperança que quer roubar de nós o futuro.” A Igreja, ele diz, tem pelo menos umas 30 pessoas que estudavam na escola das vítimas, mas nenhuma foi atingida. Vendo pela televisão, ele reconheceu várias mães de sua Igreja. Seus filhos eram próximos das vítimas. “De alguma forma todos nós fomos alcançados,” disse ele querendo frisar que ele crê que “é uma ação demoníaca, tentando atingir crianças que representam o nosso futuro e a nossa esperança.” “Mas não vão conseguir,” concluiu ele.


QUEM SOU EU

QUEM SOU EU
Marcelo Raineri, 48 anos, por misericórdia do Altíssimo, Evangelista na Casa do Senhor; Servo comprometido com a Palavra de Deus, em equilibrio com o consolador deixado por Cristo. Não tenho rabo preso com ninguém, além de Cristo. Tenho buscado dia após dia colocar em prática seus ensinamentos e suas diretrizes. Cristão sim, perfeito não, desde 15/10/1999. Legalista jamais! Ministro da sua Palavra e Levita na Casa do Senhor; Levado por Deus aonde quer que Ele coloque a planta dos meus pés para ministração da sua Poderosa Palavra. Bajular, puxar o saco, tolerar o pecado, buscar o reconhecimento humano, não faz parte do nosso caráter e nem ministério. Casado letigiosamente e religiosamente a 9 anos com a Diaconisa Vânia Raineri, pai de filhos incriveis. Eu e minha familia servimos ao Senhor Jesus; Amando esse novo momento com a nossa caçulinha Isabel Raineri. Tenho a convicção de que nada e nem niguém pode esconder você de Deus; nada e nem ninguém pode calar a sua adoradoração; nada e nem ninguém pode apagar a lâmpada de Israel que habita em meu ser; nada e nem ninguém pode derrubar aquele que Deus escolheu pra vencer. Obrigado Jesus, que eu diminua dia após dia, pra que o Senhor cresça em mim. Um forte trabalho evangelistico "CAPELÂNIA NO LAR" Projeto Familia é tudo - Bíblia é vida".

RELAXA - MULATARIA LESTE

ALTERNATIVA - MULATARIA LESTE

N.S.R - VOZES PELA IGUALDADE

N.S.R - VIRADA EDUCACIONAL

N.S.R - PORQUE EU TE AMEI

N.S.R. - DE FORMA LOUCA

JESUS O PLANO PERFEITO

MEU MILAGRE by Ingrid Gabriele Raineri

MINHA RAINHA

MINHA RAINHA
Sem palavras! Da morte para vida, e vida com abundância. Namorada, noiva, esposa, amante, mulher. Minha herança, bênção de Deus na minha vida. Caminhando para o oitavo ano de amor, respeito, paixão, compreensão, brigas, perdão. Hoje com mais uma das surpresas de Deus. Após 7 anos casados legalmente como o povo gosta de saber, cartório, igreja, estamos a beira de mais uma dadiva de Deus em nossas vidas. Isabel Raineri. A caçulinha da Familia Raineri. Obrigado meu Deus, valeu Jesus, quebrou tudo Espírito Santo. Vai ser mais que demais. Te amo Neguinha hoje e sempre. Rumo a eternidade. Choramos, sofremos, cultuamos, louvamos, clamamos, adoramos, VALEU A PENA!!! Oh glórias!!!

FAMILIA LIMA

FAMILIA LIMA
Obrigado Deus!!! Amigos eternos, Família abençoada que amam a Deus. Uma benção de Deus em nossas vidas. Uma amizade que veio dos céus, passou por Maceió, e agora cresce em Sampa. Em tão pouco tempo conseguiram conquistar e firmar em nossos corações uma profundidade que não tem preço e não há quem bloqueie ou corte em nome de Jesus. Um presente de Deus em nossas vidas. Deus abençoe hoje e sempre. Família é tudo. E vocês são carne da nossa carne. Amamos vocês hoje e eternamente. A cada ano que passa a união se fortalece. mais que demais. Amamos vocês. Falo ureias... Kkkkkkkk.

FAMILIA PEREIRA

FAMILIA PEREIRA
"O amor de Deus, quando vivenciado pelos seus filhos, supera todo e qualquer desafio. Meus amados vocês são escolhidos de Deus. Que Deus continue abençoando a nossa amizade, o casamento de vocês e essa amada familia. Amamos está vocês hoje e sempre. Que a Paz do Senhor Jesus seja constante na vida de vocês. Bíblia na Cabeça, Rumo a eternidade.

FAMILI ASSIS

FAMILI ASSIS
Familia linda!!! Sem palavras. Uma familia compromissada com Deus. Pastor Calveth, continue firme nessa Caminhada e nesse exemplo de vida. O que falar de Maisa, Agatha, Daniel e Gabriel... Vocês são demais. Um grande abraço. Um privilégio te-los conhecido e fazer parte deste convivio. Oh glórias!!!

FAMILIA RAMAZZOTTI

FAMILIA RAMAZZOTTI
Meus amados irmãos e amigos em Cristo. Obrigado pelo temor que vocês tem por Deus. Que felicidade ve-los felizes por viverem em comunhão com o Espirito de Deus. Vivenciar as grandes coisas que Deus tem feito na vida de vocês, encheu-me alegria. Vocês sempre foram e serão eternamente amigos de Deus e da Familia Raineri também. Vocês fizeram parte desta nova fase de minha vida, novamente se mostraram verdadeiros amigos. A graça de Deus resplandece em vossas faces. A àlegria do Espirito, transfigura-se em vocês. A Paz de Cristo que excede todo entendimento repousa sobre vocês e isso é de Deus. Graça e paz seja com vocês hoje e sempre. Obrigado pelo livro, foi um presente de Deus e sei que vai me ensinar muito. Um grande abraço.

FAMILIA MENEGHINI

FAMILIA MENEGHINI
Sem palavras! A amizade e a intimidade que vocês tem com Deus é sobrenatural. Vendo numa dessas madrugadas a Regina aconselhando a Vânia, as duas falando do amor de Deus sobre a vida de nossos filhos, demais, demais. Rodrigo sem palavras, sua servidão, hospitalidade, zelo pela familia, amizade e o cuidado que você tem com os filhos, coisa linda de se ver hoje em dia. Parabéns! obrigado pelo amor e carinho que vocês tem por nós. Um grande beijo no coração de vocês.

FAMILIA GROSS

FAMILIA GROSS
Nos conhecemos a tão pouco tempo, mas a alegria de te-los em nossa linha do tempo já grande. A humildade, a sinceridade, o zelo, a Kisha... Valeu galera vocês são demais!

FAMILIA LEONEL

FAMILIA LEONEL
Familia abençoada. Passamos por momentos dificeis, pessoas caluniaram, apontaram, mas a amizede ainda é verdadeira. Deus abençoe hoje e sempre. A ultima palavra quem dá ainda é Deus. Beijo no coração de vocês. Obrigado pela amizade.

FAMILIA IGNÁCIO

FAMILIA IGNÁCIO
Pr. Alexandre e Pra. Renata, bênção de Deus. Sem palavras. Homem e mulher de Deus que se derramam para pastorearem o rebanho ao qual Deus colocou sob vossas responsabilidades. Poá jamais será a mesma. Deus abençoe hoje e sempre.

FAMILIA PAULINHO E NEUSA

FAMILIA PAULINHO E NEUSA
Meus amados irmãos em Cristo. Que Deus continue abençoando o casamento de vocês. Que o louvor seja sempre exaltado pelos vossos lábios. E que o Ministério de louvor infantil continue prosperando com a dedicação de vocês. Um grande abraço.

FAMILIA SUELI PAULA

FAMILIA SUELI PAULA
Minha amada irmã em Cristo. Deus lhe abençoou com sua voz. O louvor exaltado por seus lábios gera salvação. Deus inclina seus olhos para terra, quando você está ministrando o louvor. Grato sou a Ele pela sua vida. E continue perseverando, e seu sonho se realizará, para honra e glória do nosso Deus. Um grande abraço.

FAMILIA ICC SÓ JESUS SALVA

FAMILIA ICC SÓ JESUS SALVA
Sem palavras Pr. Charles Daniel e Missionária Renata Santos. Vocês são sal da terra e luz do mundo. Que Deus continue abençoando vossas vidas, casamento e ministério. Tamojunto rumo a eternidade. Abraços.

FAMILIA ASSEMBLEIA DE DEUS PRA. WALDECY

FAMILIA ASSEMBLEIA DE DEUS PRA. WALDECY

FAMILIA JILENO E MARILDA

FAMILIA JILENO E MARILDA
Eita Deus tremendo. Familia abençoada abençoada e amada por Deus. Uma decisão um casamento, duas decisões, dois casamentos. Deus abriu os céus e vocês tomaram posse da vitória. É uma honra e um privilégio ser padrinhos de Pai e Mãe, e filho e filha. Coisa linda. Somos uma grande familia. Deus abençoe hoje e sempre. Amamos vocês.

FAMILIA SOUZA

FAMILIA SOUZA
Homem de Deus. Um discipulador fora do comum, Homem que me ensinou o que humildade no ouvir e sabedoria no falar. Sem palavras. Familia linda e sábia. Verde sempre verde. Deus abençoe hoje e sempre.

FABINHO E CAROL

FABINHO E CAROL
Que Deus continue abençoando e fazendo prosperar esse relacionamento até a grande data. Amamos vocês, continuem firmes ainda mais agora unidos espiritualmente. Beijo no coração. Família Raineri.

FAMILIA ALDO E VERA

FAMILIA ALDO E VERA
Meu amado a queda faz parte da vida de todos nós. Mas o levantar vem de Deus. Que alegria ver essa familia feliz outra vez. Não perca a fé, é isso ai, continue perseverando. Porque o milagre de Deus na sua vida já é notorio no olhar feliz de vocês. Que Deus na sua magnitude, continue abençoando a vida de vocês.

FAMILIA MARCELINO E MARISA

FAMILIA MARCELINO E MARISA
Trinta anos de superação e desafios da vida a dois. Onde Deus tem suprido e transformado cada adversidade. Glórias a Deus pela vida de vocês e que Ele continue abençoando o relacionamento de vocês.

FAMILIA EDSON LUIS E ROSANA

FAMILIA EDSON LUIS E ROSANA
Meu amado amigo e irmão em Cristo. Que alegria poder participar do crescimento de vocês. Que Deus continue derramando sobre vocês uma chuva eterna de bençãos. Amamos muito vocês. Que a conquista da casa no Litoral, seja para honra e glória de Deus. Que esse instrumento sirva para salvar muitas almas para Jesus. Um grande abraço.

FAMILIA EDJÂNIO E GRAÇA

FAMILIA EDJÂNIO E GRAÇA
Meus amados amigos, em setembro de 2008, vocês também foram agentes transformadores nas mãos de Deus em minha vida. Deus os usou para levar-me até a casa de vocês, na época na Cohab Juscelino, e quando mostraram-me o DVD do Irmão Lázaro em meio a um excelente almoço, as lagrimas caíram e Deus mais uma vez constrangeu meu coração com o seu imenso amor e sua imensa misericórdia. Amor esse, que também foi representado pela verdadeira amizade de vocês. Que Deus continue abençoando a vida de vocês.

FAMILIA WANDO E ODETE

FAMILIA WANDO E ODETE
Meu amado, que Deus continue abençoando a sua família. É uma alegria para nós vê-los com o coração de querer buscar agradar a Deus. Não deixe nada e nem ninguém roubar a fé de vocês, continuem perseverando, Deus ama muito vocês. No tempo favorável Deus irá atender todos os vossos anseios.

FAMILIA PEDRO E GISELE

FAMILIA PEDRO E GISELE
Meus amados, é uma alegria estarmos nos conhecendo melhor. Que Deus continue abençoando grandemente a familia de vocês. Um grande abraço.

FAMILIA JULIO E PITA

FAMILIA JULIO E PITA
Pita, minha amada irmã em Cristo. A CUT foi muito importante para minha vida profissional. E você de um simples digitador, fez-me coordenador de cinco equipes de digitação. Obrigado pela confiança, pela mansidão em ensinar, pela virtude da vida. Jamais esquecerei daquele final de ano que fomos para o sitio. Toda familia da Igreja + a Familia Campanha, foi demais. Todos os irmãos que me encontram, dizem que foi o melhor final de ano que passaram em suas vidas, eu posso dizer o mesmo. Que nosso amado Deus, continue abençoando a vossa vida, seu casamento e sua familia.

FAMILIA FAUSTO

FAMILIA FAUSTO
Meu amado irmão em Cristo. Você foi um dos pilares em minha amizade com Deus no inicio de minha caminhada cristã. Você ensinou-me a ter dominio próprio. Ensinou-me a esperar em Deus. Abriu o meu entendimento para uma comunhão afetiva com Deus. Deus continue abençoando você e a sua familia. Quando vinte dois irmãos denegriam a minha imagem e tentavam enterrar a minha fé, você foi o unico que me apoiou e enxergou a verdade na minha vida. E Deus foi exaltado naquela época com todos irmão vindo cabisbaixo pedir o perdão. Você teve visão pela minha vida e em nenhum momento deixou se levar pelo meu passado, morto e enterrado. Obrigado varão, você é um verdadeiro homem de Deus. E a sua atitude jamais será esquecida. Um grande abraço.

FAMILIA RAFA E JOSI

FAMILIA RAFA E JOSI
Meu amado irmão, vocês são bençãos de Deus em nossa Familia. É uma alegria tê-los como amigos. É nitido ver a transformação de vocês diariamente. E sabemos que Deus está contemplando o chamado Dele em suas vidas. Foi tremendo ver o poder de Deus no Casamento de vocês que se realizou neste ultimo dia 07/07/11. Que Deus continue abençoando a vida de vocês. Contem sempre conosco, um grande abraço. Mais um casamento realizado para glória de nosso Deus.

FAMILIA JAILSON E NOELLE

FAMILIA JAILSON E NOELLE
Meus amados irmãos em Cristo. Que Deus abençoe ricamente a vida de vocês. Que uma chuva de bençãos não pare de cair sobre a familia que vocês irão formar. E que o nome de Deus seja sempre glorificado pelo testemunho de vocês.

FAMILIA LUCIANO E SÔNIA

FAMILIA LUCIANO E SÔNIA
Meus amados, irmãos. Vocês são amados do Senhor. Que alegria termos a oportunidade de conhece-los. Que nossa amizade possa prosperar até o arrebatamento da Igreja. Deus abençoe a vida de vocês. Um forte abraço.

FAMILIA LIDIO E CELI

FAMILIA LIDIO E CELI
Uma familia feliz. É o que vemos nesta foto. Que alegria meu irmão sentir a sua felicidade. Lembro dos tempos de oração, os bate-papo na sua casa. E na época que eram apenas voce e a Celi. Deus é incrivel e hoje vemos esta incrivel familia. Um forte abraço meu irmão.

FAMILIA FABIO TAVARES E LILIAN

FAMILIA FABIO TAVARES E LILIAN
Tenho certeza que Deus se alegra e muito cada vez que Ele usa os vossos lábios e vossas cordas vocais para proclamarem todo louvor e adoração a qual somente Deus é digno de receber. Vocês são levitas do Senhor numa época onde muitos já perderam a fé. Mas Deus através do louvor, tem restaurado vidas e transformado relacionamentos, e vocês tem sido agentes de Deus usado para o bem daqueles que ouvem vocês. Obrigado amados irmãos. Que Deus continue abençoando e derrando sobre vocês toda a unção do Espirito para continuarem a frente deste Ministério.

FAMILIA ANTONIO E ELI

FAMILIA ANTONIO E ELI
Meus queridos irmãos em Cristo. Que Deus continue fazendo prosperar o casamento de vocês. E que Ele atue em vossas adversidades sempre. Um grande abraço.

FAMILIA LUCIANO E GREACE

FAMILIA LUCIANO E GREACE
Meus queridos, que bom testificar o amor de Deus sobre a vida de vocês. A responsabilidade, a dedicação, a fidelidade, e a lealdade ao Senhor, são marcas que vocês exalam por onde passam. Obrigado pelo amor de vocês por Deus. Continuem nessa Caminhada com Jesus. Um grande abraço.